124 | Livros de não-ficção | 1 - 5

Olá vocês! Novamente fiquei um tempo sumida, mas é por causa de vários compromissos inesperados nos últimos fins de semana. Enfim, estou de volta com mais recomendações para vocês!

Como podem ver pelo título, hoje eu vou falar sobre livros de não-ficção que eu tive a oportunidade de ler e que gostei bastante. Vamos lá?

1) Com palmos medida: Terra, trabalho e conflito na literatura brasileira - org. Flávio Aguiar

Esse livro eu li na faculdade, por recomendação do professor de redação, para que eu fizesse uma resenha para a revista da faculdade. Ironicamente, na época eu nunca tinha escrito uma resenha e ficou uma bosta, não entrou naquela edição...

De qualquer forma, nesse livro, Flávio Aguiar reúne vários textos que falam sobre a divisão de terra no Brasil e as relações de trabalho. Sinto que, na época, eu não aproveitei o texto como deveria e gostaria de poder ler novamente. De qualquer forma, se você se interessa pelo assunto, fica a dica.

2) Caso Escola Base: os abusos da imprensa - Alex Ribeiro

Outro livro lido durante a faculdade, que me ajudou a entender a responsabilidade que a gente assume quando decide viver a carreira de jornalista. Nesse livro-reportagem, Alex Ribeiro conta o caso de uma Escola de maternal que ficava no bairro da Aclimação e a qual começou a ser acusada de assédio sexual infantil. A história viralizou na época e a ética jornalista foi posta à prova, quando os meios de comunicação de todo o país passaram a tratar os acusados como culpados dos crimes dos quais eram acusados. O livro discute a noção que a imprensa passa da realidade e como isso pode afetar a sociedade. Um ótimo livro, mesmo para quem não é estudante de jornalismo.

3) O diário de Anne Frank - org. Otto Frank

Acho que a essa altura do campeonato, não deveríamos mais dar motivos para que as pessoas lessem esse livro. Aliás, tem mais gente discutindo se nazismo era de direita ou de esquerda do que pessoas dispostas a ler esse documento histórico tão importante... mas é aquela coisa, cada um com sua consciência.

4) Eu sou Malala - Malala Yousafzai com Christina Lamb

A história da menina de 15 anos que foi baleada pelo talibã pelo simples motivo de lutar pelos direitos das meninas de estudar já é conhecida por muita gente. Porém, de novo, tem ainda mais gente preferindo julgar o islamismo como o grande mal do século XXI do que ouvir a voz de quem conhece a religião pela sua face boa e pela ruim.

5) Sobre a escrita - Stephen King

Eu sei que uma recomendação de um livro do Stephen King vinda de mim pode não significar muita coisa. Todo mundo já sabe que eu sou muito fã desse autor. No entanto, dê uma chance para esse livro.

Aqui, King conta suas memórias relacionadas à escrita e dá dicas de escritas que foram muito importantes para mim. Desde que li, sempre penso duas vezes antes de escrever advérbios e adjetivos desnecessários.


+++++

Por enquanto é isso, pessoal. Vai demorar um pouco para trazer outras recomendações de livros de não-ficção por aqui, mas já estou com alguns livros muito bons para ler aqui. Então, até o próximo post.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Série | Resenha | Between - Primeira temporada

128 | Filmes assistidos | 6 - 10

{S} Resenha | Amor e casamento