sábado, 3 de junho de 2017

Filme | Série | Assistidos em abril e maio | 2017

Olá pessoas!!! C=

Bom, hoje vou falar das muitas coisas que assisti nesses últimos dois meses, durante os quais estive bastante distante dos livros... e várias outras coisas. Vamos lá?

::: FILMES :::


1) Guardiões da Galáxia - vol. 1

Guardiões da Galáxia vol. 2 foi um filme muito divertido, tanto quanto seu antecessor; nada mais do que o esperado da Marvel. Eu gosto desses personagens e gostei de ver como a relação deles enquanto companheiros de grupo se desenvolveu. Caí de amores pelo Groot mais uma vez, como praticamente todo mundo, sem novidades aqui. A única coisa que não gostei muito é que o filme fica um tanto... piegas... quando começa a abusar do conceito "família". Praticamente todo membro dos Guardiões tem seu momento "ah, nós somos família, temos que cuidar um do outro". É legal, o tipo de história que geralmente me atrai, mas ficou um pouco fora do tom.
O primeiro ainda é o melhor filme da Marvel.


2) Alien: Covenant

A continuação de Prometeus é bastante perturbadora. Se os cientistas não parecem ter trabalhado muito seu bom senso em relação à tocar coisas que desconhecem ou confiar em robôs que claramente não são confiáveis... pelo menos o filme funciona em trabalhar um conceito assustador: e se nossas criações se voltarem contra nós e criarem algo que pode nos destruir?
Pois é... e o final foi tenso...










::: SÉRIES ::::


1) 13 reasons why - 1a temporada

Aqui está a grande estrela da internet nos últimos meses. Chegou sem grande estardalhaço, mas já com uma base de fãs do livro - de mesmo nome - escrito por Jay Asher.
A história fala sobre o suicídio de uma adolescente e como isso afeta as pessoas ao redor dela, especialmente aqueles a quem ela atribui a culpa por sua decisão.
Antes de cometer suicídio, Hannah decide gravar seis fitas nas quais conta a sua história e nomeia cada um dos "culpados" pela sua depressão e sensação de abandono. Ela deixa as fitas sob a responsabilidade de alguém e pede para que elas sejam ouvidas pelas pessoas a quem elas se referem.
É uma história bem triste, forte e perigosa. Muita gente não recomenda que alguém já com problemas de depressão assista, pois há muitos gatilhos: depressão, suicídio, assédio sexual, estupro, violência, etc.


2) Sense8 - 2a temporada

Agora, a parte difícil desse post. Eu nunca escondi que sou muuuuito fã dessa série. Era a minha favorita e passei meses esperando para que saísse a segunda temporada (meses, porque cheguei atrasada no fandom). Fiquei toda feliz quando lançaram o especial de natal de duas horas.
A segunda temporada não trabalhou tanto a relação entre os personagens, preferindo investir em "mitologia" do que significa ser um sensate...
Infelizmente, a série não funcionou com muita gente e acabaram cancelando, para a minha enorme tristeza. Cancelaram a série depois de um final de temporada com um gancho GIGANTESCO para a terceira... que nunca virá. Isso se  chama dor!

3) A panda e o ouriço

Caso você não saiba, na Netflix tem uma porção de dramas sul coreanos e japoneses para você conhecer. A maioria são bobinhos e lembram muitos as novelas mexicanas que a minha geração costumava ver no SBT. Só que com uma cultura totalmente diferente.
A trama de A panda e o ouriço não é aquelas maravilhas, logo dá pra sacar para onde estamos todos indo, mas mesmo assim... é tão fofinho.
Pan Da Yang é dona de uma confeitaria à beira da falência. Go Seung-Ji é um jovem confeiteiro tentando se provar. ;)
São só 16 episódios. Rapidinho, rapidinho.





4) Meninos antes de flores

Esse foi culpa da minha irmã. Apesar de estar na Minha Lista há vários meses, foi minha irmã - a quem eu apresentei os dramas coreanos - que me convenceu a assistir.
Jan-Di é uma adolescente que está prestes a iniciar em uma escola nova. Uma escola para alunos ricos e mimados. Lá, ela conhece o F4, um grupo formado pelos 4 herdeiros mais ricos da Coréia do Sul, que mandam no colégio (um deles é filho da dona). Clichezão pra não botar defeito.
Porém, a história é realmente lindinha, os meninos são bem mais do que a fama deles. E o que eu mais gostei: é uma história de amizade, amor e almas gêmeas. Minha única crítica é a protagonista. O clássico menina-doce-ingênua-cheia-de-marra, que já estamos cansadas de ver, e só fazendo besteira.

*****

Mas e você, leitor? O que fez com seu tempo útil nesses meses que passaram?

Nenhum comentário:

Postar um comentário