Livro | Resenha | Trilogia erótica - Anne Rice


Trilogia Erótica I
Numa época em que virou moda livros soft porn a lá "Sabrina", chega nas livrarias uma trilogia erótica escrita por Anne Rice, com o pseudônimo de A. N. Roquelaure, mas dessa vez sem vampiros, bruxas ou qualquer outro ser sobrenatural. No entanto, algo que poucos sabem, é que essas obras não são resultados de um esforço de pegar carona numa moda já tão saturada.

O primeiro livro foi publicado em março de 1983, com o nome de "Os Desejos da Bela Adormecida". O enredo começa quando o Príncipe encontra a Bela e a acorda da maldição que a fez dormir por 100 anos. O até-então-conto-de-fadas muda de figura quando, ao invés do 'felizes para sempre', a princesa descobre que agora é uma escrava que servirá ao príncipe e toda sua corte no reino dele.

Para a surpresa da inocente princesa, ela descobre que não será uma escrava comum, mas sim uma escrava que vai andar nua e servir aos desejos de seus senhores, que podem variar desde uma obrigação simples como servir bebidas, até fazer sexo. Não demora até ela também descobrir que servirá junto com outros príncipes e princesas escravos.

A trama é simples e o primeiro livro cumpre aquilo que se propõe a fazer, descrever cenas de sexo. O fundo sado-maso influencia nos acontecimentos, deixando algumas cenas mais 'pesadas', a ponto de ter gente que fica chocada e desiste de ler nas primeiras 50 páginas. Meu ponto de vista: é a mesma coisa que assistir um filme pornô que não seja 'female-friendly' (amigável com as mulheres), ou seja, se você acha que pornôs são nojentos mas por algum motivo misterioso ama 50 tons, pode ler, mas não reclame depois.

Trilogia Erótica II
O segundo livro da trilogia foi publicado em março de 1984, um ano depois do primeiro, com o nome de "A Punição de Bela". Não vou revelar o que acontece, não quero cortar o possível tesão que alguém tenha lendo a trilogia, mas esse livro não agrega nada à trilogia. É a repetição da mesma fórmula usada no primeiro, e só um capítulo me surpreendeu. Se no primeiro o limite era mostrar homens sendo violentados por cenouras, no segundo o limite passa a ser um gang-bang (sexo grupal, no caso com uma mulher e vários homens).

Meu ponto de vista, minha opinião tosca

Livros eróticos nunca chamaram minha atenção, apesar de já ter lido vários contos. Mas é aquilo, conto é rápido, não é algo que se estende por mais de 10 páginas. Quando isso acontece ele passa a ter continuação. Esses dois livros serviram para reafirmar o que eu já achava sobre livros eróticos, por mais bem escritos que eles sejam, as vezes ver um filme pornô é mais eficaz, seja porque você quer ter prazer ou porque você quer se entreter vendo sacanagem.

Demorei uns cinco meses só enrolando pra começar a ler e terminar de ler o segundo livro, e cada página foi um tédio, justamente por não ter nada além da mesma fórmula que vi ser usada no primeiro.

Trilogia Erótica III
O terceiro livro, publicado em junho de 1985, chama "A Libertação de Bela". Não sei quando vou ler, muito menos quanto tempo vou demorar para ler, mas se por acaso ele mudar alguma coisa no que já li, faço um texto sobre isso. Caso contrário, vou ficar devendo.

Mas considerando o contexto histórico no qual essa trilogia foi escrita e o que dizem ter sido o motivo pelo qual Anne Rice a escreveu, ela cumpriu muito bem o seu objetivo. 

Numa época quando movimentos feministas eram contra a pornografia, se bobear com o mesmo discurso que vejo um monte de mulheres proclamando hoje por ai, de que as mulheres têm que se dar ao respeito e não usarem roupas curtas, Rice escreveu como uma forma de dizer que as mulheres têm direito a liberdade de ler e escrever o que bem entenderem, inclusive pornografia. Nisso repito, a fórmula usada no primeiro livro, é a mesma de um roteiro de filme pornô, o que não muda no segundo livro e acho que já consegui deixar bem claro porque duvido que vá mudar no terceiro.

Possível spoiler

Me arrisco até a dizer que no terceiro livro é capaz do personagem principal ter as vezes de senhora, com um escravo ou mais para poder brincar e 'brincar' a vontade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Série | Resenha | Between - Primeira temporada

128 | Filmes assistidos | 6 - 10

{S} Resenha | Amor e casamento