Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2013

Original | Conto | Expectativa - Ana Bárbara

Chegou o dia de colocar mais um texto meu aqui! 
Sabem aquelas pessoas que dormem com um caderno e uma caneta na cabeceira da cama pra terem como anotar seus sonhos assim que acordam? Pois é, sou assim, e a prova disso é o texto de hoje.
Ele foi um dos muitos sonhos loucos que tive e me fizeram odiar o fato de não saber desenhar, porque lembro até hoje das 'cenas' dele, e p*** que pariu... A sensação da lembrança é a mesma que a menina do texto sente quanto vivencia e vê tudo... E não se deixem levar pelas estranhezas, afinal esse texto é obra do meu subconsciente e... Bom, deixa pra lá...
Ok, vou parar de enrolar vocês, se é que alguém lê esse trecho. 
Espero que gostem! ;]
--------------------------*--------------------------
Chovia há dias. Na TV não se falava de outra coisa, e já diziam ser a maior tempestade do século, mesmo depois das mudanças drásticas causadas pela fusão com Andrômeda.

Ela estava no salão em cima de sua casa, olhando a chuva e tentando acalmar os bich…

Livro | Resenha | A batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr

Imagem
Da queda dos anjos ao crepúsculo do mundo 
*
Visão geral
No começo, foi difícil pegar no tranco. Por nenhuma razão especial, afinal, anjos, demônios e Apocalipse são assuntos que, de modo geral, eu gosto. Acho que eu não tinha entrado no clima do livro quando comecei a lê-lo e, mesmo depois de ter entrado, saí diversas vezes. Aí sim, por um motivo específico: Os flashbacks.

Há duas linhas de tempo no livro: a atual, passada no Rio de Janeiro em algum momento depois das Olimpíadas de 2016, e a linha do tempo dos imensos e numerosos flashbacks. Levou um tempo, mas eu aprendi a gostar desse recurso, que ajuda a explicar milhares de coisas da melhor maneira possível, mas em A Batalha do Apocalipse, os flashbacks são enormes.

Tudo bem, eu sei que em uma história épica, como esta pretende e consegue ser, o que importa é a jornada do herói, e alguns flashbacks são ótimos, especialmente o primeiro - onde conhecemos a ótima Shamira, a feiticeira de En-Dor -, e uma determinada viajem pela Terra S…

Original | Conto | Prazer - Ana Bárbara

Bora estrear os contos!

A seguir está um trecho da história de um personagem que criei há pouco tempo. Ele ainda não tem nome, mas vou explicar brevemente sua história.
Ele é um padre da época da inquisição. Nesse texto, ele reza enquanto pensa na pessoa que está em sua frente, que morreu enquanto era torturada. Ele nasceu numa aldeia simples, e sua mãe, que não era cristã, adorava as festas sazonais, e em uma delas ela conheceu um homem e começou a viver com ele. Mas esse homem violentava o filho dela e ela não sabia. No fim, a mãe dele e o homem foram queimados na fogueira, condenados por serem pagãos, e o menino acabou sendo acolhido por alguns padres. Assim ele viu na religião a resposta para o seu trauma de infância e acabou virando um lunático fanático.
Espero que gostem. ^^
__________________+__________________ 
“Pater Noster, qui es in caelis, sanctificetur nomen tuum.”
Ele estava terminando suas orações.

“Adveniat regnum tuum.”
Sentia que suas preces eram o máximo de piedade qu…

HQ | Resenha | Naruto - Masashi Kishimoto

Imagem
Avisos: Esse post contém Spoiler. Se não gosta, melhor não ler. Se não sabe o que é Spoiler, é quando alguém estraga a surpresa de alguém; Naruto é um manga - história em quadrinhos japonesa - de Masashi Kishimoto e publicado pela revista semanal Shounen Jump. O anime - desenho animado japonês - é produzido pela TV Tokio; Esse post é de alguém leigo em cultura japonesa e em outros mangas, mas viciado em Naruto.
*** O protagonista


Há muito tempo, quando comecei a acompanhar Naruto, eu conheci Sasuke Uchiha e pensei: "Vou gostar mais desse personagem do que do principal, como sempre acontece!" E comecei a assistir o anime - no SBT, confesso - cada vez com mais ansiedade.

No entanto, não demorou para que eu percebesse que o que me levava a assistir o anime todos os dias não era o popular Sasuke Uchiha, como era esperado, mas sim o irritante e desengonçado protagonista, Naruto Uzumaki (Ou Uchiha Sasuke e Uzumaki Naruto como os japoneses falam).
Eu achei curioso esse fato porque nu…