Postagens

Mostrando postagens de 2013

Blog | And the nominees are...

Imagem
Em quase 1 ano de existência o Contos e Pitacos acaba de receber a indicação para o The Versatile Blogger Award. Nós agradecemos ao Clovis, do Books of Seasons, que nos indicou e esperamos conseguir tornar esse blog cada vez melhor nos próximos anos.

Obrigada à todos os leitores! Estamos pensando em fazer algumas coisas novas, mas vamos ver como fica... =]
Agora vamos as regras da nominação:
Agradecer a pessoa que te indicou e colocar o link dela na postagem. Escolher 15 blogs com menos de 200 seguidores.Avisar os blogs que você indicar.Escrever sete coisas que você gosta.Bom, como o Contos e Pitacos é composto por duas pessoas, vamos colocar sete coisas de cada uma, lembrando que as listas não estão em ordem de preferência.

Soraya:
Ler - (Quase todo tipo de livro, principalmente fantasia, mas adoro romance. Se um livro é polêmico, quero ler. Se um livro é considerado um clássico, quero ler. Leio algumas HQs, mas essencialmente Batman - e sua grande família. Leio também Naruto, o único man…

Divagando | Fanfics: originalidade x homenagem

Imagem
Fanfiction: O que é?
Também conhecido com fanfic ou simplesmente fic, o termo nasceu da junção das palavras fan (fã) e fiction (ficção), traduzindo-se como ficção de fã. Explicando melhor, uma fanfiction nada mais é que uma história criada por um fã de determinada obra ou celebridade. Pode ser sobre: - Livros: Harry Potter, Crepúsculo, Guerra dos tronos; - Revista em quadrinhos/Graphic Novel: Batman, Homem-aranha; - Mangas ou animes: Naruto, Bleach, One piece; - Séries: Supernatural, The big bang theory, Vampire Diaries, Pretty little liers; - Filmes: Matrix, Meu primeiro amor, ABC do amor, O exterminador do futuro;  - Artistas: Jennifer Lawrence, Paramore, Tokyo Hotel; - Ou qualquer coisa de que você seja fã e sobre o quê queira criar uma história;
Há discussões sobre a “legalidade” das fanfictions, pois elas geralmente usam personagens e universos literários criados por outras pessoas, ou usam o nome de pessoas famosas que nem sempre consideram a fic como uma “homenagem”. Há inclusive…

Livro | Divagando | Séries literárias: a tentação, a armadilha e o vício

Imagem
Eu realmente - realmente - deveria parar de ler séries literárias e começar a me interessar por livros "solos". Das últimas três séries que comecei a ler, todas estão inacabadas, e duas aguardam mais que dois livros para serem concluídas.

O problema e a graça das séries é que é um jeito das histórias durarem mais tempo. Elas são feitas para quem gosta muito de livros, adora a sensação de entrar em um outro universo e tem enormes dificuldades para sair dele, como eu. Naquele momento em que a história acaba e você sente um vazio estranho, como se nunca mais fosse ver seus amigos novamente - os amigos que você fez no livro, conhecendo a história deles, compartilhando de seus momentos, enfim...

Ao final de um livro, você tem algumas opções:

1) Começar logo a ler outro livro - o que nem sempre é fácil, pois alguns livros fazem o leitor entrar de tal forma na história que é difícil sair.

2) Ler fanfictions. Mas há sempre o risco de não haver fanfics suficientes naquele fandom, ou os f…

Livro | Resenha | Trilogia erótica - Anne Rice

Imagem
Numa época em que virou moda livros soft porn a lá "Sabrina", chega nas livrarias uma trilogia erótica escrita por Anne Rice, com o pseudônimo de A. N. Roquelaure, mas dessa vez sem vampiros, bruxas ou qualquer outro ser sobrenatural. No entanto, algo que poucos sabem, é que essas obras não são resultados de um esforço de pegar carona numa moda já tão saturada.

O primeiro livro foi publicado em março de 1983, com o nome de "Os Desejos da Bela Adormecida". O enredo começa quando o Príncipe encontra a Bela e a acorda da maldição que a fez dormir por 100 anos. O até-então-conto-de-fadas muda de figura quando, ao invés do 'felizes para sempre', a princesa descobre que agora é uma escrava que servirá ao príncipe e toda sua corte no reino dele.
Para a surpresa da inocente princesa, ela descobre que não será uma escrava comum, mas sim uma escrava que vai andar nua e servir aos desejos de seus senhores, que podem variar desde uma obrigação simples como servir bebid…

Livro | Resenha | Toda sua - Crossfire 1 - Sylvia Day

Imagem
Uma coisa leva a outra
Acompanhe meu raciocínio: Crepúsculo é uma série sobre uma menina de dezessete anos que nunca se apaixonou na vida, nem viveu nenhum tipo de emoção em sua vida até se apaixonar por um vampiro e ter que praticamente implorar para que ele a transformasse. São necessários três livros de uma saga que não tem razão de ser para que ela consiga o que quer. Uma fã já grandinha dessa série adolescente resolve escrever uma fanfiction em um universo alternativo em que Bella é uma formanda da faculdade e Edward é um poderoso magnata sadomazoquista. A fanfic faz tanto sucesso que a autora decide virar escritora profissional e lançar sua fanfic como uma original, mudando alguns detalhes aqui e ali, deixando o básico para não mudar a história toda e o mercado editorial ganha um novo brinquedinho: Cinquenta tons de cinza. A história de amor e sexo de Christian Grey e Anastasia Steele conquista as fãs de Crepúsculo que já tinha crescido um pouquinho e, de quebra, outros corações…

Livro | Resenha | Crepúsculo - A Saga Crepúsculo 1 - Stephenie Meyer

Imagem
Ensinaram-me que não se deve “julgar um livro pela capa” e muito menos deixar-se levar pela opinião alheia, dois pensamentos que eu sigo e que até hoje me deram poucos motivos para arrependimento. Portanto, foi consciente do risco que eu peguei Crepúsculo para ler, depois de ter assistido os filmes e decidido que não gostava do que tinha visto neles. Mas eu precisava saber, precisava entender porque tantas pessoas odeiam e outras tantas amam. Eu achava, talvez com demasiada inocência, que tinha que haver um bom motivo para o livro despertar emoções tão fortes e contraditórias. Foi assim que me deparei com uma das histórias mais irrelevantes já criadas.  Se eu fosse julgar o livro pela capa, contrariando uma das primeiras lições que tive na minha vida de leitora, a capa de Crepúsculo me prometeria muito mais do que aquilo que eu encontrei em suas páginas. Mãos segurando uma maçã, eterno símbolo da tentação e do pecado original, levado para um mundo onde há vampiros e lobisomens, é uma…

Livro | Resenha | A tormenta de espadas - As crônicas de gelo e fogo 3 - George R. R. Martin

Imagem
Você não sabe de nada, caro leitor!
Assim como na resenha de a Fúria dos Reis, nesse texto também há spoilers do livro anterior e talvez deste também, afinal de agora em diante se torna quase impossível comentar sobre os livros das Crônicas de Gelo e Fogo, sem falar sobre seus principais acontecimentos, mas prometo que vou tentar não entregar tudo o que acontece, pelo menos não com todas as letras.
Porra, Martin!
Peço desculpas ao puritanistas, mas não dá para não xingar. O cara é um gênio! Sério, quero ser igual a ele quando crescer, exceto pela barba branca e o jeito de papai noel!
Se nós, meros leitores, achavamos que já tinhamos nos acostumado com a falta de "apegação" aos personagens, descobrimos que não sabiamos nada. Na Tormenta de Espadas chegamos a um nível de quebra de expectativa tão grande, que as vezes é difícil acreditar no que o Martin escreveu.
Muita gente desiste dos livros na Fúria dos Reis, ou simplesmente trava empaca e tem dificuldade para continuar. Gost…

Divagando | Clichês das novelas

Não sei se ultimamente estou reclamando demais, rabugenta demais, mas acho que a vida fica muito mais interessante assim, mesmo que isso me obrigue a ficar irritada toda vez que vejo a chamada de uma novela (especialmente da Globo, mas não unicamente).

Casais:

- Ela é uma santinha, lutadora, tentando vencer na vida de forma honesta e sempre com um sorriso no rosto e uma família que, apesar de sofrida, é muito unida e divertida.
- Ele é um rapaz rebelde e ao mesmo tempo boa praça. Tem qualquer mulher que quiser, mas no fundo está à procura daquela que fará sua vida ter sentido repentinamente.
- A mocinha e o mocinho se conhecem no primeiro capítulo, brigam por algum motivo idiota e, no momento seguinte, estão, cada um em sua casa, pensando algo como "porque eu não consigo parar de pensar naquele(a) maluco(a)?"
- A rival - ou o rival - é sempre alguém inescrupuloso, criminoso, ardiloso, convincente, nada original, ou seja, um perfeito psicopata! E é rico, claro, porque o núcleo…

Livro | Resenha | Diário de uma paixão - Nicholas Sparks

Imagem
Eu não gosto de romances. Bem, pelo menos não de histórias que tratam somente disso, e giram em torno disso, e só ficam nisso. Mas esse livro… esse maldito livro… eu não sei o que aconteceu comigo, mas aconteceu e provavelmente vai acontecer também com o próximo desavisado que colocar as mãos nele.

Eu decidi lê-lo assim que terminei “A fúria dos reis” do George R. R. Martim, e precisava de um livro para arejar a mente, uma leitura rápida, fácil, leve e cheia de açúcar. Além disso, eu já conhecia a história. Já tinha assistido o filme “Diário de uma paixão” com Rachel McAdams (Como Allie Hamilton) e Ryan Gosling (como Noah Calhoun) algumas vezes, e por isso achava estar preparada para o que viria: um romance de uma vida inteira, que enfrentou anos de separação e precisou passar por uma última prova no fim da vida. É meloso, é romântico, e amor entre velhinhos é muito fofo. É preciso ter um coração de ferro para não se emocionar.

Eu me emocionei no filme, sabia que aconteceria de novo …

Livro | Resenha | A fúria dos reis - As crônicas de gelo e fogo 2 - George R. R. Martin

Imagem
Valar Morghulis
Antes de qualquer coisa aviso que esse texto contém spoilers(!!!), principalmente para quem não leu o primeiro livro e nem viu a primeira temporada da série, portanto, leia por sua conta e risco.

Você pode ler a resenha de A Guerra dos Tronos aqui.
Se você está ansioso esperando que o segundo livro seja igual ao primeiro, pode se acalmar porque o ritmo de A Fúria dos Reis é mais tranquilo do que o de A Guerra dos Tronos. Os cliffhangers não são tão grandiosos. Eles parecem mais ter a função de preparar o terreno para o que está por vir nos próximos livros. Mas isso não impede cabeças de rolarem, e as reviravoltas não chocam tanto quanto as do primeiro livro, talvez porque aprendemos a esperar qualquer coisa enquanto continuamos xingando o Sr. Martin pela morte do Ned Boromir.
A guerra é quem mais governa em Westeros, que agora conta com cinco reis na briga: o imaturo Joffrey Baratheon, com sua mãe, a Rainha Regente Cersei, do lado dos Lannisters; os irmãos Renly e Stan…